Porque meu relacionamento não deu certo? O que está dando de errado com meu parceiro? Porque meu casamento está do jeito que está? Porque sempre acabamos sozinhos???

Calma, deixa a 99psico te ajudar!

Temos tantas formas de sermos introduzidos ao outro, apps de encontro, amigos de amigos, redes sociais e por aí vai, porque as relações estão durando tão pouco, porque elas não funcionam? O que há de errado com a gente?

Com o início da inserção da mulher no mercado de trabalho, a estrutura rígida e conhecida que tínhamos antes foi sendo desconstruída, tanto sobre as funções e papéis, quanto nas dinâmicas de relacionamento e familiares.

Somos agora nós que inventamos nossas relações, nossas formas de  relacionar e como não há script, temos que, mesmo que usando o modelo como base, pensar como são e serão as relações e acertar exatamente como queremos estar com o outro.

O que há de errado? Não há nada de errado, apenas somos mais exigentes! Não queremos repetir os erros dos pais, daqueles que estão acima de nós ou no nosso meio e resolveram casar, namorar, relacionar-se apenas porque assim que deve ser feito.

Não queremos a dona de casa e mãe dos filhos, não queremos o homem provedor, não queremos as relações como já foram, queremos algo para nós, algo específico e único, pois já que é para a vida vale a pena tomar um pouco de tempo para buscar alguém que se encaixe no tamanho da nossa ambição.

Não tem nada de errado com você, é angustiante ficar só, já que somos seres sociáveis, gostamos de partilhar a informação e sentir-se ouvidos. Há estudos que apontam que a televisão ligada na sala só fica pois precisamos ouvir a voz humana.

Existem alguns valores que são comuns na busca de um parceiro(a) e são encontrados nas demandas das pessoas atualmente: Ser escutado e sentir-se escutado, relação de confiança, respeito mútuo, ambição compatível, intimidade e projeção de futuro.

E porque raios ainda estamos sozinhos? O medo de ficarmos sozinhos nos mantém em relacionamentos ok, pois muitas vezes o ditado está errado, antes mal acompanhado do que só!

Para sair disso, temos que tomar uma dose de risco e entrarmos em um processo novo, o de aprender a viver sozinho, para então encontrarmos alguém que seja mais e não que seja apenas alguém.

Compartilhar: